APRESENTAÇÃO DO CANAL

Veja o que acontece com uma estrela, como o nosso Sol, depois de ter esgotado a maior parte do seu combustível!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016.
A Nebulosa planetária NGC 6153, localizada a cerca de 4.000 anos-luz de distância na constelação de Scorpius (O Escorpião), está rodeada por uma névoa azul fraca, mostrando o que resta de uma estrela, como o nosso Sol, após ter esgotado a maior parte do seu combustível. 

NGC 6153 é uma nebulosa planetária que tem forma elíptica, com uma rede extremamente rica de laços e filamentos, mostrado claramente nesta imagem do Hubble. No entanto, isso não é o que torna esta nebulosa planetária tão interessante para os astrônomos.

As medições mostram que NGC 6153 contém grandes quantidades de néon, árgon, oxigênio, carbono e cloro, até três vezes mais do que pode ser encontrado no sistema solar. 

A nebulosa contém cinco vezes mais nitrogênio do que o Sol! 

Embora possa ser que a estrela desenvolveu níveis mais elevados destes elementos, uma vez que cresceu e evoluiu, é mais provável que a estrela originalmente foi formada a partir de uma nuvem de material que já continha muitos mais destes elementos.

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |