APRESENTAÇÃO DO CANAL

Previsão Dezembro de 2014: Chuva de Meteoros Geminídeas

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014.
Este ano a Chuva de Meteoros "Geminídeas" atingirá seu pico durante a noite e madrugada dos dias 13 e 14 de dezembro (a partir das 21/22 horas). 

Sobre a Chuva de Meteoros:
Os Geminídeas, com pico em meados de Dezembro de cada ano, são considerados um dos melhores e mais confiáveis ​​chuveiros anuais de meteoros. A primeira aparição das Geminídeas ocorreu em meados de 1800. No entanto, as primeiras chuvas não foram notáveis, já que possuíam apenas de 10 a 20 meteoros possivelmente observados por hora. Desde aquela época, as Geminídeas têm crescido para atualmente se tornar um dos mais importantes chuveiros do ano. Durante seu auge, estima-se que 120 meteoros Geminídeas possam ser vistos por hora.

Observando a Chuva:
A Chuva de Meteoros Geminídeas é melhor visualizada durante a noite e madrugada de seu período ativo, e são visíveis em todo o mundo devido a uma quase 24 horas de amplitude máxima. Esta festa é considerada uma das melhores oportunidades para os jovens espectadores.

Para ver os meteoros Geminídeas, é necessário encontrar uma área com céu limpo, bem longe da cidade e da iluminação pública. Se possível, vá preparado com um saco de dormir, cobertor ou cadeira de gramado. Deite-se de costas com os pés virados para sul e olhe para cima. Após cerca de 30 minutos no escuro, seus olhos vão se adaptar e possivelmente você começará a ver os meteoros. Seja paciente! O show tem previsão de durar até o amanhecer, então você tem tempo de sobra para ter um vislumbre.

As Geminídeas são meteoros brilhantes e rápidos que tendem a ser de cor amarela. Geminids também são conhecidos por seus meteoros do tipo "bola de fogo". Bolas de fogo são explosões maiores de luz e de cor que podem persistir por mais tempo do que a média de meteoros. Isto é devido ao fato de que estas bolas de fogo são originárias a partir de partículas maiores de material. Bolas de fogo são também mais brilhantes, mais brilhantes das de com magnitudes -3.

O Asteroide:
Ao contrário da maioria das chuvas de meteoros que se originam a partir de cometas, as Geminídeas origina-se de um asteroide chamado 3200 Phaethon, que leva 1,4 anos para orbitar uma vez o Sol. É possível que Phaethon seja um "cometa morto" ou um novo tipo de objeto que está sendo discutido pelos astrônomos chamado de "cometa rock", já que a órbita altamente elíptica do cometa de Phaethon em torno do Sol dá crédito a esta hipótese. No entanto, os cientistas ainda não estão certos de como definir Phaethon. Quando Phaethon passa pelo Sol não desenvolve uma cauda de cometa, e seus espectros parecem ser um asteroide rochoso. Além disso, os pedaços (de 2-3g/cc) que se quebram para formar os meteoroides Geminids também são várias vezes mais densos que os flocos de poeira de cometas (de 0,3g/cc).

O Asteroide 3200 Phaethon foi descoberto em 11 de Outubro de 1983 pelo "Infrared Astronomical Satellite". 

Devido à sua estreita aproximação do Sol, Phaethon recebeu este nome devido ao mito grego que conta o episódio em que Phaethon pediu ao seu pai Helios para dirigir o carro do Sol, uma carruagem puxada por quatro cavalos luminosos.

Phaethon é considerado um pequeno asteroide, já que suas medidas em diâmetros são de somente 5,10 km (3,17 milhas). Foi o astrônomo Fred Whipple que percebeu que Phaethon é a fonte para os meteoros Geminids.


O Radiante:
Seu radiante, ou seja, o ponto no céu a partir do qual as Geminídeas parecem provir, é a constelação de Gêmeos, os "Gêmeos". A constelação de Gêmeos é também a "responsável" pelo nome dado a este chuveiro: Geminídeas

Nota: A constelação que é utilizada como inspiração ao nome dado a qualquer chuva de meteoros só serve para ajudar os telespectadores a determinar qual o chuveiro que eles estão vendo em uma determinada noite. A constelação não é a fonte dos meteoritos. Além disso, você não precisa olhar apenas para a constelação de Gêmeos para ver os meteoros Geminídeas, eles são visíveis em todo o céu noturno.


Fatos:

Origem: 3200 Phaethon (um asteroide ou um possível "cometa rock");

Radiante: constelação de Gêmeos;

Período Ativo: 4-17 dezembro 2014;

Pico: 13-14 dezembro 2014;

Previsão de Contagem de Meteoros: Cerca de 120 meteoros por hora;

Velocidade dos Meteoros: 35 km (22 milhas) por segundo.


Afinal, dê onde vem os Meteoros?
Meteoros vêm de partículas de cometas e de sobras e pedaços de asteroides. Quando esses objetos passam em torno do Sol, eles deixam um rastro de poeira atrás deles. Todos os anos, a Terra passa através dessas trilhas de detritos, o que permite a colisão deles com a nossa atmosfera, onde se desintegram para criar faixas de fogo e "luzes" coloridas no céu.

Fonte: NASA
Crédito da Imagem: Jimmy Westlake

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |