APRESENTAÇÃO DO CANAL

NuStar desvenda um dos maiores mistérios da astronomia, como as estrelas explodem em explosões de supernovas!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014.
Cassiopeia A - Mapeamento NustarUm dos maiores mistérios da astronomia, como as estrelas explodem em explosões de supernovas, finalmente está sendo desvendado, graças aos novos dados do telescópio espectroscópico da NASA, NuSTAR.

Cassiopéia A foi criada quando uma estrela maciça explodiu como uma supernova, deixando um “cadáver estelar” denso e seus restos ejetados no meio interestelar.

Ou, melhor dizendo, Cas A é proveniente dos restos de uma estrela que explodiu em uma supernova, cuja luz chegou à Terra há cerca de 350 anos atrás, quando  poderia ter aparecido para os observadores da época, como uma estrela que de repente se iluminou.  Mas o que podemos ver hoje no céu é o remanescente estelar quando era muito jovem.

O remanescente está localizado 11.000 anos-luz de distância da Terra, na região da Constelação de Cassiopéia.

Quando estrelas massivas explodem, elas criam muitos elementos: os não-radioativos, como o ferro e o cálcio, encontrado em nosso sangue e ossos, e elementos radioativos, como o titânio-44, dos quais envia raios-X de alta energia  que o NuSTAR pode enxergar.

Por meio do mapeamento de titânio-44, em Cassiopeia A, astrônomos obteram um olhar direto sobre o que aconteceu no núcleo da estrela, quando explodiu em pedacinhos.

O fato de que o titânio, que é um marcador direto da explosão supernova, concentra-se em grupos no núcleo, e  suporta uma teoria conhecida como "assimetrias leves".

NuSTAR é o primeiro telescópio capaz de produzir mapas de elementos radioativos em remanescentes de supernovas. Neste caso, o elemento é titânio-44, que tem um núcleo instável e que é produzido no centro da estrela durante a explosão.

O mapa NuSTAR de Cas A mostra o titânio concentrado em aglomerados no centro do remanescente, e aponta para uma possível solução para o mistério de como estas estrelas chegam ao seu fim.

Nesta imagem de Cassiopeia A, dados NuSTAR, que mostram raios-X de alta energia a partir de material radioativo, são de cor azul. Raios-X de baixa energia a partir de material não radioativo são mostrados em vermelho, amarelo e verde.


SAIBA MAIS SOBRE AS SUPERNOVAS:
Supernovas semeam o universo com muitos elementos, incluindo o ouro que é utilizado em jóias, o cálcio que está presente em nos ossos e o ferro, no nosso sangue. Enquanto pequenas estrelas como o nosso Sol, morrem de forma menos violenta, as estrelas, que têm pelo menos oito vezes a massa de nosso Sol,  explodem em explosões de supernovas. As temperaturas elevadas,  e as partículas criadas em elementos leves, fundem  na explosão para criar elementos mais pesados.

Crédito da imagem: NASA / JPL-Caltech / CXC / SAO

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |