APRESENTAÇÃO DO CANAL

O Escorpião–Mitologia

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013.

scorpius_01Existem diversos mitos relacionados a Escorpião. Um deles afirma que, "Scorpius” era um escopião que foi enviado pela mãe Terra (Gea), para impedir a fúria de Órion contra todos os animais da natureza.

Diz esta lenda, que Órion era um gigante caçador que possuía uma beleza extraordinária. Sua ascendência era incerta, sendo que alguns mitos afirmavam que era filho de Euríale (uma das irmãs Górgonas) e de Poseidon (deus dos mares), com quem tinha aprendido a andar sobre as águas.

Outros, afirmavam que era filho de Poseidon e da mãe Terra (Gea), a mãe universal de todos os seres, já que normalmente todos os gigantes eram descendentes dela. Todavia, ainda outros, afirmavam ser filho de um camponês da Beócia, chamado Hireu.

Órion, cresceu tanto e se tornou tão alto que podia caminhar pelo fundo dos mares profundos, sem que jamais as águas o cobrissem, dos ombros para cima.

E em uma de suas aventuras, Órion foi à ilha de Quios, e quando chegou lá, se apaixonou perdidamente por Mérope, a filha do rei local, Enópion. Seu amor por Mérope era tão grande que em pouco tempo a pediu em casamento.

O pai da bela Mérope consentiu a união, mas com a condição de que Órion, antes, deveria demonstrar o seu valor, cumprindo a difícil missão de exterminar um grande número de feras que infestavam a ilha, e que estavam causando enormes prejuízos.

Entretanto, quando Órion terminou sua missão, o monarca não cumpriu a promessa, e fugiu.

Órion, encolerizado por não conseguir encontrar Enópion, começou a matar sem piedade todos os animais que iam passando por ele, tanto animais ferozes quanto mansos e inocentes. Tal era o número de mortes que havia causado que sua mãe Terra teve que intervir, pedindo-lhe, sem êxito, que fosse reflexivo e benevolente.

Mas, Órion não seguiu os conselhos de sua mãe.

E um dia, quando estava se gabando com seus amigos a respeito de que nenhum tigre, nem as panteras, nem algum leão ou serpente, eram capazes de causar-lhe algum espanto, sua mãe, zangada, lhe enviou um escorpião muito venenoso.

Ao vê-lo, Órion só teve tempo de ridicularizar o pequeno e insignificante adversário, antes de ser mortalmente picado por ele.

Depois desta batalha, Zeus, piedoso, colocou no céu o escorpião, mas tomou todo o cuidado de colocá-lo o mais distante possível de Órion, para que nunca mais se enfrentassem.

Assim o é até hoje, pois quando Órion desaparece na abóboda celeste, numa fuga constante de seu algoz, é quando o escorpião faz sua aparição.

OUTRO MITO:


Diz a lenda, que o escorpião foi o animal enviado por Ártemis (deusa da caça , embora também seja associada ao parto e à Lua, e ser considerada a versão feminina de Apolo, seu irmão gêmeo).

Diz a lenda que Ártemis, fria e vingativa, sentia-se prejudicada em suas atividades de caça pelo gigante caçador Órion.

Uma variante do mito afirma que o escorpião nunca chegou a matar Órion. De fato, se observarmos o céu nessa época do ano, veremos que a constelação de Órion se põe, enquanto que as estrelas de Escorpião nascem do outro lado da abóbada celeste.

Crédito da Imagem: Fred Watson

1 Comentário:

Unknown disse...

Foi muito util
Obrigada
😉

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |