APRESENTAÇÃO DO CANAL

Uma Gigante Colisão de Galáxias no Serpentário!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013.
ngc6240_w11
Ao observar o sistema NGC 6240, podemos ver uma peculiar nuvem de gás quente em torno de duas grandes galáxias espirais, que estão em colisão, em interação, e que têm tamanhos similares a nossa galáxia, a Via Láctea.

Este reservatório de gás, contém a massa de 10 bilhões de sóis, se estende por 300 mil anos-luz, e irradia calor a uma temperatura de 7 milhões de graus Kelvin (6.999.727 ºC).

Uma explosão de formação de estrelas, que durou pelo menos 200 milhões de anos, pode ter sido responsável por essa grande nuvem extra de gás quente.

Cada galáxia do sistema, contém um gigante buraco negro supermaciço em seu centro. Ambos os buracos negros estão se aproximando, um em direção ao outro, e podem eventualmente se fundirem, para formarem um buraco negro muito maior.

Este processo de fusão, o qual se iniciou, há aproximadamente 30 milhões de anos atrás, disparou uma dramática formação de estrelas na região, e despertou numerosas explosões de Supernovas. A fusão se completará em torno de dez a centenas de milhões de anos.

Outra consequência da interação destas galáxias, é que o gás contido em cada uma delas, foi violentamente agitado. Isto causou um “Baby Boom”, inúmeras novas estrelas nasceram em velocidades astronômicas, que durou pelo menos 200 milhões de anos. 

Durante esta explosão de nascimento estelar, algumas das estrelas mais maciças, evoluíram e explodiram de forma relativamente rápida como supernovas .

NGC 6240 situa-se a 400 milhões de anos-luz de nós, dentro do campo de visão da constelação do Serpentário (Ophiuchus). 

O que o futuro reserva para NGC 6240? Muito provavelmente as duas galáxias espirais, irão formar uma jovem galáxia elíptica ao longo de milhões de anos. 

Quer encontrar NGC 6240 no céu? As coordenadas para o ano 2000 (J2000) são: Ascensão Reta: 16h 52m 59s /  Declinação: +02° 24' 01.70"



Nesta nova imagem composta de NGC 6240, os raios-X do Chandra, revelam a nuvem de gás quente, que está em cor púrpura. Estes dados foram combinados com dados ópticos do telescópio espacial Hubble, em vermelho, verde e azul.

Um artigo descrevendo esses novos resultados em NGC 6240, está disponível on-line, e apareceu no 10 de março de 2013, na edição do “The Astrophysical Journal”. 

Crédito da imagem: X-ray (NASA/CXC/SAO/E.Nardini et al); Optical (NASA/STScI)

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |