APRESENTAÇÃO DO CANAL

Jatos Incomuns em um Buraco Negro!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013.
Composite view of the galaxy NGC 1433 from ALMA and Hubble
Existem buracos negros supermaciços, com massas de até vários bilhões de massas solares, localizados no centro da maioria das galáxias, incluindo, é claro, a nossa galáxia, a Via Láctea.


No passado,  estes “bizarros” objetos eram muito ativos,  “engoliam” enormes quantidades de matéria de seu entorno, e luziam com um brilho deslumbrante, expulsando tudo o que podiam, através de jatos extremamente poderosos.

No Atual Universo, a maioria dos buracos negros supermaciços são menos ativos, do que eram em sua juventude, mas a interação entre seus jatos, e seus arredores, ainda estão e continuarão moldando a evolução de cada galáxia.

Estudos realizados por duas equipes internacionais de astrônomos, utilizaram o “poder" do "ALMA" (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), localizado no Deserto do Atacama, Chile, para se concentrar e estudar os jatos enormes provenientes de buracos negros, localizados nos centros das galáxias, e ver como eles “afetam” sua vizinhança.

Estes dois novos estudos, ambos publicados  na revista “Astronomy & Astrophysics” , usaram o “ALMA”, para sondar os jatos de dois buracos negros com escalas muito diferentes: um buraco negro “calmo”, localizado relativamente perto, na galáxia NGC 1433, e outro,  muito distante e muito ativo, chamado PKS 1830-211 .

"O ALMA revelou uma estrutura espiral surpreendente no gás molecular localizado próximo do centro da galáxia NGC 1433," diz Françoise Combes (Observatório de Paris, França), que é o autor do primeiro trabalho.

"Isso explica como o material está fluindo para “alimentar” o buraco negro. Com as novas observações afiadas do “ALMA”, descobrimos um jato de material que flui para longe do buraco negro, por apenas 150 anos-luz. Este é o menor fluxo molecular já observado em uma galáxia externa . "

Já, no buraco negro  PKS 1830-211, Ivan Martí-Vidal (da “Chalmers University of Technology, Onsala Space Observatory”, em  Onsala, na Suécia), e sua equipe, também observou um buraco negro supermaciço, que possui um jato,  muito mais brilhante, mais ativo, e extremamente incomum, porque sua luz brilhante passa por  uma enorme galáxia que está em seu caminho em direção a Terra.

De tempos em tempos, os buracos negros supermaciços, de repente “engolem” uma grande quantidade de massa, o que aumenta a potência do jato, e aumenta a radiação até as mais altas energias.

As duas novas observações são apenas o começo das investigações da equipe, utilizando o “ALMA”, sobre o funcionamento de jatos de buracos negros supermaciços, próximos e distantes.

Segundo Ivan Martí-Vidal, "Ainda há muito a se aprender sobre como os buracos negros podem criar esses enormes jatos energéticos de matéria e de radiação. Mas os novos resultados obtidos, mostram que esta iniciativa é uma exclusiva e poderosa ferramenta para sondar estes jatos - e as descobertas estão apenas começando ".

A galáxia NGC 1433 está localizada na constelação do Relógio (Horologium).


Crédito da Imagem -  NGC 1433 : ALMA (ESO/NAOJ/NRAO)/NASA/ESA/F. Combes

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |