APRESENTAÇÃO DO CANAL

A Galáxia do Redemoinho

sexta-feira, 4 de outubro de 2013.
martinpughm51thewhirlpoolgalaxy652a
M51 ou NGC 5194, também conhecida como “Whirlpool Galaxy” que significa “Galáxia do Redemoinho”, é de forma argumentável uma das galáxias mais impressionantes para astrônomos amadores, pois sua estrutura é muito fácil de observar.

É uma das galáxias mais conhecidas do céu considerada um arquétipo de galáxia espiral, e por muitos é dita como uma galáxia que tem realmente “cara” de galáxia. 

Mas apenas com boas condições de céu, céu escuro (sem poluição luminosa), e com um telescópio pode-se observar seus braços espirais. 

O núcleo central de M51 é muito brilhante, mas não revela nenhuma estrela, e lá provavelmente existe um buraco negro com uma grande quantidade de massa. 

De interesse especial é a ponte de nebulosidade que conecta M51 a sua galáxia companheira, NGC 5195.

Pesquisas recentes sugerem que a atração gravitacional de NGC 5195 sobre a M51 está resultanto em formação de estrelas na galáxia do Redemoinho. 

M51 foi descoberta por Charles Messier em 13 de Outubro de 1.773 no momento em que estava observando um cometa, e a descreveu como sendo “uma nebulosa muito fraca, sem estrelas”. 

M51 é uma das galáxias pertencente ao “small group of galaxies” que significa “pequeno grupo de galáxias” juntamente com as galáxias: NGC 5023, UGC 8313, UGC 8331, M63, NGC 5195, NGC 5229 e UGC 8683. 

Em 1.845, Lord Rosse, quando estudava esta galáxia descobriu pela primeira vez sua estrutura espiral, e M51 se tornou então a primeira galáxia onde a estrutura espiral foi descoberta. E por este motivo é algumas vezes referenciada como “Rosse’s Galaxy” que significa “Galáxia de Rosse”. 

M51 possui 8,0 de magnitude visual e está localizada a 37 milhões de anos-luz da Terra na constelação dos Cães de Caça (Canis Venatici).

Crédito da Imagem: 
M51 - A Galáxia Whirlpool por Martin Pugh (Reino Unido / Austrália)
Vencedor da Categoria Deep Space de 2012 do Prêmio “Astronomer Photographer of the year 2012” do NATIONAL MARITIME MUSEUM/ ROYAL OBSERVATORY/ THE QUEEN’S HOUSE.

1 Comentário:

valter gimenez disse...

astronomia é algo extraordinario poder conhecer um pouco do que acontece fora do nosso planeta

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |