APRESENTAÇÃO DO CANAL

Vinte e seis Buracos Negros em Andrômeda!

sexta-feira, 27 de setembro de 2013.
m31_comolli_960

Andrômeda é uma grande galáxia localizada a uma distância de apenas 2,5 milhões de anos-luz que está relativamente "perto" de nossa galáxia, e é considerada a galáxia mais próxima da nossa galáxia.

Acredita-se que nossa galáxia se pareça muito com Andrômeda, já que também é uma galáxia espiral como a Via Láctea, e tem muitas características semelhantes. E juntas, estas duas galáxias dominam o Grupo Local de galáxias. É por isto que muitos consideram Andrômeda uma galáxia irmã de nossa galáxia a Via Láctea. 

A luz difusa de Andrômeda é causada por centenas de bilhões de estrelas que a compõem. 

As diversas estrelas distintas que cercam Andrômeda são, na verdade, estrelas da nossa galáxia, e estão bem à frente do plano de fundo da imagem.

Andrômeda é frequentemente chamada por M31, já que ela é o 31º objeto da lista de Messier de objetos celestes difusos. 

M31 está tão distante que a sua luz leva aproximadamente dois milhões de anos para chegar até nós.

Apesar de ser visível sem a ajuda de instrumentos, a olho nu, esta imagem acima de M31 foi feita com um pequeno telescópio. 

Muito sobre a M31 continua desconhecido, inclusive como ela obteve o seu incomum centro com dois picos.

m31_marks_525

No entanto, um novo estudo utilizando dados do Observatório de Raios-X Chandra da NASA apontou algumas diferenças interessantes entre as duas galáxias quando se trata de buracos negros. 

Depois de combinar mais de 150 observações do Chandra, distribuídos por 13 anos, os pesquisadores descobriram 26 novos candidatos a buracos negros em Andrômeda. 

Este é o maior número até agora encontrado em uma galáxia.. 

Segundo a teoria de evolução estelar, esses buracos negros se formam quando as estrelas de maior massa colapsam. 

O resultado é um buraco negro que normalmente tem entre cinco a dez vezes a massa do nosso Sol. 

Sete destes candidatos a buracos negros estão dentro de um raio de mil anos-luz a partir do centro de Andrômeda, mais distante do que os que se encontram perto do centro do núcleo da nossa Via Láctea. 

Isso se destaca pois apesar de Andrômeda e a Via Láctea serem semelhantes em muitos aspectos, elas têm suas diferenças.

Os astrônomos já sabiam que o bojo de estrelas em Andrômeda é maior como é o super buraco negro massivo em seu centro. 

Agora sabemos que ela pode ser uma melhor produtora de pequenos buracos negros também.

M31 está localizada na Constelação de mesmo nome. 

Dados importantes:
  • Vinte e seis candidatos a buracos negros foram identificados em Andrômeda, ou M31, adicionando aos nove anteriormente encontrados; 
  • Este é o maior número de possíveis buracos negros encontrados até hoje em uma galáxia fora da nossa própria, a Via Láctea; 
  • Estes são os buracos negros de massa estelar, que são formados pelo colapso de uma estrela gigante e têm massas entre cinco e dez vezes a massa do nosso Sol; 
  • Pesquisadores usaram mais de 150 observações distintas realizadas pelo Chandra divididos nos últimos 13 anos de observação. 


Créditos: 
Primeira imagem: Lorenzo Comolli;
Segunda imagem: imagem de raios-X - NASA / CXC / SAO / R.Barnard, Z.Lee et al, Óptica: (NOAO / AURA / NSF / REU Prog / B.Schoening, V.Harvey;Descubre Fndn / CAHA / OAUV / DSA / V.Peris)

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |