APRESENTAÇÃO DO CANAL

NGC 6791 - O mais antigo e enigmático aglomerado aberto de estrelas!

terça-feira, 3 de setembro de 2013.
NGC 6791 é um dos mais antigos e maiores aglomerados abertos de estrelas conhecido, com tamanho 10 vezes maior do que outros aglomerados abertos e com cerca de 10.000 estrelas. 

Mas como ele ficou tão complexo ? 

Aglomerados Abertos estelares geralmente contêm algumas de centenas de estrelas cada uma com menos de um bilhão de anos de idade.

No entanto, o aglomerado aberto estelar NGC 6791 contém milhares de estrelas recentemente analisadas e datadas com cerca de 8 bilhões de anos, muito maior que a maioria de aglomerados abertos. 

O que é realmente confuso, porém, é que as estrelas de NGC 6791 são relativamente "sujas" - as quantidades minúsculas de elementos pesados, ​​elementos genericamente chamados de metais, são elevados em relação à maioria dos outros aglomerados de estrelas. 

Estrelas mais velhas devem ser "pobres" de metal, uma vez que os metais foram lentamente se acumulando em nossa galáxia Via Láctea. 

Este enigma faz com que NGC 6791 seja um dos aglomerados abertos mais estudados e um possível exemplo de como as estrelas podem evoluir no centro das galáxias.

NGC 6791 é um pouco fraco para se observar, mas os "aventureiros estelares" podem tentar observá-lo a menos de um grau a sudeste da laranja estrela θ Lyrae , em um campo de estrelas moderadamente rico de estrelas fracas localizadas na borda da Via Láctea .

video

Este grupo pode ser visto de ambos os hemisférios terrestres, embora a sua declinação favoreça os observadores do norte (do hemisfério norte). A partir das regiões boreais é extremamente alto no céu nas noites de verão, enquanto que no hemisfério sul é muito baixa, com exceção de áreas próximas ao equador. No entanto, é visível a partir de quase todas as áreas povoadas da Terra. A melhor época para a sua observação no céu noturno é entre junho e novembro.

NGC 6791 é um aglomerado aberto na direção da constelação de Lira (Lyra). O objeto foi descoberto pelo astrônomo Winnecke em 1853, usando um telescópio refrator com abertura de 3 polegadas. Devido a sua moderada magnitude aparente (+9,5), é visível apenas com telescópios amadores ou com equipamentos superiores.

Crédito da Imagem:NASA, ESA, and L. Bedin (STScI)
Crédito do Vídeo: NASA , ESA , e G. Bacon ( STScI )

O filme dá um "look" especial no NGC 6791, um dos grupos mais antigos e maiores aglomerados abertos conhecido pelo telescópio espacial Hubble. A detecção de anãs brancas que variam em idade leva os astrônomos a repensar a teoria de que as estrelas encontradas nesses aglomerados.

1 Comentário:

As Maravilhas do Céu Estrelado disse...

Aglomerado Aberto - agrupamento de estrelas, em geral com algumas dezenas ou centenas, nascidas de uma mesma nuvem primordial (são irmãs), que em geral encontram-se em fase de separação de suas componentes (dispersão). Estes aglomerados encontram-se a distâncias relativamente próximas de nós (algumas centenas de anos-luz), e portanto estão localizados dentro da nossa Via Láctea. Talvez o exemplo mais famoso seja o aglomerado M 45, as Plêiades.

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |