APRESENTAÇÃO DO CANAL

Cygnus X-1 - Um Buraco Negro de Massa Estelar

segunda-feira, 9 de setembro de 2013.

A Ilustração de um artista acima mostra o que os astrônomos acham que está acontecendo dentro do sistema Cygnus X-1. 

Cygnus X-1 é o chamado buraco negro de massa estelar, uma classe de buracos negros que vem a partir do colapso de uma estrela massiva. 


Podemos ver nesta imagem óptica, Cygnus X-1 descrito em uma caixa vermelha. Cygnus X-1 está localizado perto de grandes regiões ativas de formação de estrelas na Via Láctea, como pode ser visto nesta imagem que se estende por cerca de 700 anos-luz de diâmetro.

O buraco negro puxa material de uma estrela companheira, maciça azul, em direção a ela. Este material forma um disco (mostrado em vermelho e laranja), que gira em torno do buraco negro antes de cair nele ou de ser redirecionado para longe do buraco negro em forma de jatos potentes. 

Usando dados de raios-X de Chandra, do Rossi X-ray Timing Explorer e do Satélite Avançado de Cosmologia e Astrofísica, os cientistas foram capazes de determinar o “spin” de Cygnus X-1 com uma precisão sem precedentes, mostrando que o buraco negro está girando muito perto de sua taxa máxima. 

Seu horizonte de eventos - o ponto de não retorno para material que cai em direção a um buraco negro, está girando em torno de mais de 800 vezes por segundo. 

Além disto, conseguiram fazer uma determinação precisa para a massa de Cygnus X-1, de 14,8 vezes a massa do Sol.

Os pesquisadores também anunciaram que fizeram a estimativa mais precisa da distância de Cygnus X-1 utilizando o VLBA. A nova distância é de cerca de 6.070 anos-luz da Terra.



PARA SE ENTENDER MELHOR: CYGNUS X-1 

Cygnus X-1 é um sistema binário de estrelas localizado a cerca de 6.0700 anos-luz da Terra na Constelação do Cisne, e é uma poderosa fonte de ondas de rádio X. Cygnus X-1 é associado com uma estrela fraca (HDE 226868), uma gigante azul, que possui um período orbital de 5,6 dias. 

Esta estrela gigante azul tem cerca de 30 vezes a massa do nosso Sol, e sua companheira invisível tem uma massa de cerca de 10 massas solares. 

Ambas são tão grandes quanto uma anã branca ou uma estrela de nêutrons, e por este motivo supõem-se que elas devam ser um buraco negro. 

Uma boa porção destas estrelas gigantes azuis terminam suas vidas como supernovas, estrelas de nêutrons ou como buracos negros.

Cygnus X-1 é também uma fonte de rádio.

Crédito da Imagem óptica: Digitized Sky Survey

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |