APRESENTAÇÃO DO CANAL

A Águia

terça-feira, 24 de setembro de 2013.
A Águia (Aquila) é uma constelação equatorial, que está localizada parte no hemisfério sul celeste e parte no hemisfério norte celeste, e é facilmente observada no céu durante o ano todo. 

O observador pode estar em cidades localizadas tanto no hemisfério sul quanto no hemisfério norte do nosso globo terrestre para ver a Águia.

Aquila sempre está visível no céu, ou seja, nunca está totalmente escondida abaixo do horizonte do observador. Mas, torna-se muito mais fácil observar esta constelação em cidades localizadas próximas ao Equador. 

Mas, em cidades localizadas próximas à latitude 3º Norte, o observador pode visualizar Aquila passando pelo zênite.


Exibir álbum
Exibir álbumExibir álbumExibir álbumExibir álbum


É possível observar a constelação da Águia, na sua totalidade, no verão do hemisfério norte em regiões localizadas aproximadamente entre as latitudes 0º a 78º Norte. 

Entretanto, a visualização desta constelação fica parcialmente comprometida em regiões localizadas a partir das latitudes 78º até 90º Norte, pois nesta região só é possível localizar parte desta constelação. 

Já no hemisfério sul, Aquila é visível completamente no céu durante o inverno de regiões localizadas aproximadamente entre as latitudes 0º e 71º Sul. A visualização desta constelação fica parcialmente comprometida em regiões localizadas aproximadamente entre as latitudes 71º e 90º Sul, pois nesta região só é possível localizar parte desta constelação. 

Observar Aquila e os objetos interessantes localizados nas suas proximidades não é uma tarefa fácil, principalmente de cidades que possuam muita poluição luminosa. O ideal seria observá-la em áreas sem nenhuma luz, ou seja, sem poluição luminosa.

Assista ao vídeo:



Você Sabia?
  • que a constelação Aquila é uma das constelações de origem grega listadas pelo astrônomo egípcio Claudius Ptolemaeus, popularmente conhecido por Ptolomeu, em uma de suas obras escritas em grego “O Almagesto”, “He Mígale Sintaxis” que significa “O grande Tratado”.

  • que a estrela mais brilhante da constelação de Aquila é a estrela “alpha Aql.”, e é considerada a 12ª estrela mais brilhante de todo o céu estrelado, pois possui magnitude visual igual a 0,77 e também pode ser chamada de “Alpha Aquilae” e de “Altair” (que significa “a águia voando”).
  • que a estrela “Zeta Aql.” possui 2,99 de magnitude visual e pode também ser chamada de “Zeta Aquilae” e de “Deneb el Okab” (que significa “o rabo da águia”).
  • que a estrela “Eta Aql.” É um tipo de estrela variável chamada Cefeídas e é considerada a mais brilhante estrela Cefeídas, possui 3,90 de magnitude visual e pode também ser chamada de “Eta Aquilae”. 

Nome em Português: Águia;

Genitivo Latino: Aquilae;

Abreviação do nome:Aql.

Origem do nome: Do latim “Aquila”, Águia, uma classificação de um gênero de aves;

Localização: Constelação localizada no equador celeste;

Família de constelações: Pertencente a família de constelações de Hércules.

Constelações limites:

Ao Sul: constelação de Sagitário (Sagittarius), de Capricórnio (Capricornus) e do Escudo (Scutum);

À Oeste: constelação do Escudo (Scutum), da Cauda da Serpente (Serpens Cauda) e do Serpentário (Ophiuchus);

Ao Norte: constelação da Flecha (Sagitta) e do Golfinho (Delphinus);

À Leste: constelação do Golfinho (Delphinus), de Aquário (Aquarius) e de Capricórnio (Capricornus);

Ascensão reta: de 18h40 min. a 20h40min. ;

Declinação: de +10º a –15º.

Para visualização das imagens: clique sobre "exibir apresentação de slides" localizado no mosaico de imagens acima.

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |