APRESENTAÇÃO DO CANAL

Touro - Mitologia e História

quarta-feira, 28 de agosto de 2013.
Segundo a mitologia, Taurus representava o touro branco que se apaixonou pela bonita e mortal, Europa, princesa fenícia do Tiro, filha do rei Agenor.

O touro branco em questão era sem dúvida Zeus, deus dos deuses, em um de seus famosos disfarces que freqüentemente utilizava em seus encontros infiéis para enganar sua esposa e irmã Hera. 

Conforme a tradição, Europa brincava com suas companheiras na orla do mar quando viu um touro branco com cornos que tinham a forma de um crescente lunar. 

Encantada e terrivelmente atraída pela magnífica criatura, Europa se aproximou e decorou seus chifres com uma coroa de flores. Em seguida, sem resistir aos seus encantos, sentou sobre seu lombo. 

O touro, então, fugiu para o mar e levou a princesa até Creta. E, quando chegou perto da cidade de Gorina uniu-se a ela junto de um arroio, num pequeno bosque de salgueiros.

Desta união, nasceram três filhos: Radamante, Sarpédon e Minos, um monstro que era metade touro metade homem popularmente conhecido por Minotauro.

O Touro pode ser visto até hoje nos céus na constelação de Touro.

Historicamente, os antigos egípcios identificavam Taurus com Osiris, a deusa da vida, fertilidade e das inundações do Nilo. Outra personificação de Touro era Apis, a qual tinha corpo humano com a cabeça e chifres de touro, ou um corpo de touro com a cabeça humana, e que era freqüentemente muito idolatrada por eles. Curiosamente, no teto da tumba de Luxor (Thebes), foi encontrada uma representação da constelação de Touro.

Já, a famosa estrela desta constelação Aldebaran, a alpha de Taurus, era popularmente conhecida pelos romanos por “Parilicium”, e também era considerada uma das quatro estrelas Reais na antiga cultura persa.

Taurus era chamado pelos árabes de “Al Thaur”, de “ll Toro” pelos italianos, de “Le Taureau” pelos franceses, de “Taura” pelos persas, de “Shor” pelos judeus, mas todos com mesmo significado “Touro”.

Imagem: Johannes Hevelius - astrônomo polonês (1611-1687)

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |