APRESENTAÇÃO DO CANAL

O Telescópio Espacial Hubble descobriu uma nova lua orbitando Netuno!

terça-feira, 16 de julho de 2013.

O Telescópio Espacial Hubble da NASA descobriu uma nova lua orbitando o distante planeta Netuno, um dos quatro planetas gigantes externos do nosso Sistema Solar. E com esta descoberta, Netuno passa a ter 14 satélites (luas) conhecidos que orbitam o planeta.

Estima-se que a nova lua tenha aproximadamente 12 quilômetros de diâmetro, tornando-se com isto a menor lua conhecida do sistema de Netuno. É tão pequena que “escapou” da detecção realizada pela espaçonave não tripulada Voyager 2 (*), da NASA, que passou por Netuno, em 1989 e observou o sistema de luas e anéis do planeta.

Mark Showalter, do Instituto SETI em Mountain View, na Califórnia, descobriu a lua em 01 de julho de 2013, enquanto estudava a região de Netuno. "As luas e os anéis orbitam muito rapidamente, por isso tivemos que encontrar uma maneira de acompanhar o seu movimento, a fim de extrair os detalhes do sistema", disse ele. 

Notavelmente, Showalter estendeu sua análise para além das regiões do sistema de anéis, e notou um ponto branco extra situado a cerca de 105.000 km de Netuno, entre as órbitas das luas Larissa e Proteus.

Depois, Showalter analisou mais de 150 fotografias de Netuno que estavam no arquivo que haviam sido capturadas pelo Hubble entre 2004 e 2009, e surpreendentemente, o mesmo ponto branco apareceu repetidamente. Ele, então, traçou uma órbita circular para a Lua, que completa uma volta em torno de Netuno a cada 23 horas.

A nova lua foi batizada como S/2004 N 1 e é tão pequena e fraca, que é cerca de cem milhões de vezes mais fraca do que a estrela de brilho mais fraco que pode ser vista a olho nu.



*- A Voyager 2 chegou a este planeta quase 150 anos depois da descoberta de Netuno e completou uma das mais ambiciosas missões espaciais da NASA.

2 Comentários:

Engº João Batista Salgado Loureiro disse...

Netuno tem 17,1 vezes a massa da Terra, 3,88 vezes o diâmetro da Terra e uma densidade de 1640 kg/m³.

Engº João Batista Salgado Loureiro disse...

Lá, ocorrem ventos com velocidades acima de 2000 km/h , tornando Netuno integrante do grupo seleto dos proprietários de ventos mais rápidos do nosso Sistema Solar.

Postar um comentário

Olá! Sejam Bem vindos! Obrigado por Contemplarem "As Maravilhas do Céu Estrelado"! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |