APRESENTAÇÃO DO CANAL

Mitologia - Andromeda

quarta-feira, 11 de julho de 2012.
Na mitologia grega, Andrômeda era a filha do rei Cepheus de Jaffa na Palestina (conhecida como Etiópia) e da rainha Cassiopéia. 
Segundo a lenda, Cassiopéia era uma rainha muito conhecida e admirada por sua extrema beleza, e por isto chegava a atrair muitos visitantes para seu reino.

Certo dia, Cassiopéia atreveu-se a comparar sua beleza com a das ninfas marinhas, conhecidas como Nereidas. 
As Nereidas quando ficaram sabendo disto se ofenderam com tamanha audácia e foram se queixar com Posêidon, o senhor dos mares. Enfurecido, Posêidon agitou seu tridente no mar e ocasionou uma imensa inundação no litoral pertencente à Etiópia, e em seguida evocou Cetus, um monstro marinho que vivia nas profundezas da águas locais, e o ordenou que fosse devastar o litoral da Etiópia devorando todo o rebanho e todo o povo que ali estavam.

O rei Cepheus desesperado com o que estava acontecendo com seu reino, procurou o oráculo de Ammon para se aconselhar; e o oráculo respondeu que o rei deveria sacrificar sua filha Andrômeda, entregando-a ao monstro; e que deveria escolher entre o seu reino e sua filha. O rei muito angustiado escolheu salvar seu reino, e acorrentou Andrômeda a uma pedra a beira mar como oferenda ao monstro.

Perseus que estava passando por ali avistou o exato momento em que Andrômeda fora acorrentada, se aproximou, e ofuscado com sua beleza perguntou o porquê ela estava presa a pedra. Andrômeda em prantos não conseguiu responder. Perseus então avistou o rei e após saber o ocorrido, disse que libertaria a princesa somente se recebesse a mão da princesa em casamento. O rei rapidamente concordou. No mesmo momento em que o monstro saiu das profundezas e se dirigiu para Andrômeda, Perseus iniciou um luta ardorosa com o grande monstro, enterrando no monstro sua espada por diversas vezes, mas o monstro ainda resistia. E como num golpe certeiro, Perseus retirou de sua bolsa de couro a cabeça de Meduza que trazia de outra grande batalha que saíra vencedor, e imediatamente mostrou para o monstro. O monstro quando olhou para a cabeça de Meduza instantaneamente virou pedra.

O rei aliviado agradeceu o futuro genro e o proclamou salvador de sua família e de seu país. Andrômeda e Perseus se casaram, tiveram muitos filhos e viveram num lar repleto de felicidade.

Perseus ofereceu a cabeça de Meduza para a deusa Minerva que a colocou sobre a égide, um escudo que a deusa utilizava.

Depois de muitos anos, Andrômeda e Perseus morreram, e em suas homenagens, a deusa Minerva (Atena) transformou o casal em duas constelações no céu, uma ao lado da outra.

Comentários:

Postar um comentário

Olá! Fique a vontade para comentar!

 
As Maravilhas do Céu Estrelado © 2005 - todos os direitos reservados para o autor: Engº João Batista Salgado Loureiro | Template By Mundo B |